Ferramentas DAPP

Bolsonaro domina debate entre presidenciáveis da direita e da centro-direita, aponta DAPP Report

Análise de redes da FGV DAPP mostra que o deputado federal mobilizou 53% (256,5 mil menções) do debate sobre os nove atores da direita e da centro-direita no Twitter em uma semana

há 3 meses

Desde o começo do ano, o debate político e eleitoral se organiza, principalmente, em função de dois polos: o ex-presidente Lula permanece como a figura central do campo da “esquerda”; mas na “direita”, em lugar do PSDB, que centralizava o campo, é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) que ocupa esse espaço. Mais recentemente, com o aquecimento de uma possível candidatura de Michel Temer, o presidente emergiu como um terceiro eixo de debate, embora, sob o ponto de vista das eleições, ainda seja muito menos relevante nas redes sociais do que Lula e Bolsonaro.

>> Confira o estudo na íntegra em PDF

A FGV DAPP analisou o cenário dos principais atores políticos vinculados à eleição presidencial de 2018, em um período que se estende de 1º de janeiro até 14 de março, com o objetivo oferecer um panorama do momento do cenário político brasileiro. Para além da presença (ainda) predominante de Lula e Bolsonaro, em seus respectivos campos, é flagrante a ausência de uma clara hegemonia no centro político. Ou seja, não há, até agora, indício de consolidação de uma pré-candidatura que consiga se aproximar do desempenho de Lula e Bolsonaro nas redes.

Entre a 0h de 07 de março e a 0h de 15 de março, houve 477,6 mil menções aos nove principais atores de direita e centro-direita com possível presença nas eleições presidenciais deste ano, conforme seleção predefinida pela FGV DAPP com base nas recentes pesquisas de opinião: além de Temer e Bolsonaro, Henrique Meirelles, Geraldo Alckmin, Rodrigo Maia, João Amoêdo, Fernando Collor, Paulo Rabello de Castro e Alvaro Dias.

No Twitter, Temer participa de 47% da discussão (224,3 mil tuítes), com Bolsonaro um pouco à frente (53%, em 256,5 mil menções). Rodrigo Maia, em evidência esta semana pelo lançamento como pré-candidato do DEM, foi destacado em 4,6% das postagens (22,3 mil menções). João Amoêdo — que é muito ativo na rede social — foi citado em 4,8% do debate (23,3 mil tuítes). Geraldo Alckmin aparece em 3,5% do debate, ou 17 mil postagens. Os demais não chegam a percentual semelhante.


Veja mais sobre: ,