Ferramentas DAPP

Debate no Twitter sobre maioridade penal contrasta com pesquisa Datafolha

Em análise de rede realizada entre os dias 15 e 22 de junho sobre a redução da maioridade penal, o Twitter apresenta um resultado que contrasta com a pesquisa Datafolha divulgada no começo desta semana, que apontou 9 em cada 10 brasileiros favoráveis à aprovação da medida. No debate das redes, ao contrário, quem se […]

há 2 anos por Humberto Ferreira

Screen Shot 2015-06-24 at 15.51.04_0

Em análise de rede realizada entre os dias 15 e 22 de junho sobre a redução da maioridade penal, o Twitter apresenta um resultado que contrasta com a pesquisa Datafolha divulgada no começo desta semana, que apontou 9 em cada 10 brasileiros favoráveis à aprovação da medida. No debate das redes, ao contrário, quem se destaca na vanguarda da discussão são os grupos que se manifestam contra a redução.

Na análise do grafo, as cores vermelha, rosa e rosa claro – à esquerda –, despontam como os grupos contra a redução da maioridade penal. Os perfis do MST, do Partido dos Trabalhadores, da Presidente da República, veículos de comunicação como Carta Capital, Carta Maior, BrasilPost, Brasil247 e perfis políticos como Jean Willys, Marcelo Freixo e Mídia Ninja lideram o engajamento na rede.

Assumindo um posicionamento mais “intermediário”, veículos de comunicação como o Estadão, O Globo, G1, Folha de S. Paulo, Terra, UOL Notícias, Zero Hora e Terra se posicionam próximo ao meio do debate, contribuindo com boa parte do debate travado entre os grupos. Isso se deve ao caráter “noticioso” destes veículos, que repercutem os acontecimentos sobre o debate da redução na Câmara dos Deputados e alimentam as discussões mais engajadas acerca do tema.

À direita, na cor azul escuro, habitam os perfis que são tradicionalmente a favor da mudança. Seus expoentes principais, ao longo da última semana, foram os perfis do BlogDoPim e do colunista Reinaldo Azevedo.

Ainda, nas cores amarela e verde, despontam perfis de maioria “independente” que se posicionam contra a medida de redução. Com doses de humor, o grupo verde representa perfis pessoais apartidários que mais tiveram impacto na rede. O grupo amarelo, com posicionamento semelhante, conta com contas pessoais de jornalistas autônomos.

O número total de menções analisadas foi próximas a 60 mil. Os grupos contra a redução totalizaram cerca de metade do debate. Os veículos de comunicação neutros se aproximam dos 20% do total. O restante da visualização é composta por perfis pró-redução.

Comissão da Câmara

Na semana passada, uma Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes violentos. O projeto deve ser apreciado em plenário nos próximos dias. Se aprovado, precisará passar por mais uma votação na Câmara e por duas votações no Senado, antes de entrar em vigor.


Veja mais sobre: , ,