Ferramentas DAPP

Eleições 2018: Sala de Democracia Digital vai monitorar debate público nas redes

A iniciativa tem o objetivo de monitorar o debate público e o impacto das práticas de desinformação nas redes sociais durante as eleições de 2018

há 5 meses

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP) lança no próximo dia 25 de julho a Sala de Democracia Digital – #observa2018, no Rio de Janeiro, com um seminário sobre o impacto das redes sociais nas eleições no Brasil e no mundo. O projeto tem como objetivo acompanhar e analisar o debate público na web e identificar ações de desinformação nas eleições deste ano.

>> Inscreva-se no site da FGV

>> Programação:

Abertura | 13h30

Apresentação | 13h45
Apresentação da Sala de Democracia Digital – #observa2018
Marco Ruediger, Diretor da FGV DAPP
Sabrina Nudeliman, Fundadora e CEO da Elo Company

Parte 1 – Política e Internet nas Eleições 2018 | 13h50 – 15h30
O que esperar sobre o papel da internet e redes sociais nas eleições brasileiras?

Marco Ruediger, Diretor da FGV DAPP
Oscar Vilhena, Diretor da Escola de Direito FGV-SP
Paula Miraglia, Diretora Geral do Nexo Jornal
José Roberto Toledo, Editor na Revista Piauí
Mediação: Thiago Barbosa, Jornalista na Rádio CBN

|||||| Intervalo – 15h30 ||||||

Apresentação | 16h – 16h20
Sabrina Nudeliman, Fundadora e CEO da Elo Company
Marcio Vasconcelos, Diretor do IT&E

Parte 2 – Política e Internet – A experiência internacional | 16h20 – 18h
Que conclusões podem ser extraídas de processos eleitorais recentes pelo mundo?

Roberta Braga, Diretora-Associada no America Latina Center do Atlantic Council
Tania Montalvo, Editora-Chefe no Portal de Notícias Animal Político (México)
Francisco Herrero, Diretor para América Latina do National Democratic Institute (NDI)
Pedro Telles, Representante da Omidyar Network
Mediação: Claudia Antunes, Editora no Jornal O Globo

Encerramento | 18h


A Sala disponibilizará de forma pública e acessível análises diárias sobre as percepções da sociedade acerca da agenda de políticas públicas e do debate econômico, bem como sobre práticas de manipulação do processo político, como a presença de perfis automatizados (robôs) e a difusão de notícias falsas (fake news). As análises serão publicadas diariamente e por meio de análises semanais consolidadas, bem como policy papers eventuais com análises aprofundadas e recomendações de políticas públicas.

“Em 2018, o Brasil deve enfrentar uma das eleições mais polarizadas desde a sua redemocratização, que pode ter diferentes desdobramentos, como aprofundar a crise atual ou iniciar transformações sociais e políticas relevantes”, afirma o diretor da FGV DAPP, Marco Aurelio Ruediger. “O processo eleitoral, bem como todo o papel desempenhado pela internet e pelas mídias sociais no contexto brasileiro, será objeto de grande atenção internacional. A possibilidade de ação efetiva da sociedade civil no combate à desinformação, manipulação e interferências ilegítimas no meio digital pode ter consequências em outras democracias do mundo, tornando o Brasil uma referência internacional.”

Parcerias Estratégicas

A Sala de Democracia Digital contará com um hotsite — com versões em português e inglês — e o aplicativo web #observa2018, que disponibilizará dados e análises diariamente pelo celular. O projeto da FGV DAPP tem com parceiros o Atlantic Council; o National Democratic Institute (NDI); a Omidyar Network; o Visualization and Data Analytics Research Center (VIDA), da New York University (NYU); o Instituto de Tecnologia e Equidade (IT&E); o Digital Ethics Lab, do Oxford Internet Institute; a Escola de Direito da FGV-SP; a FGV Projetos; e a Rustcon.

A Sala conta com parceria de mídia com arádio CBN, o jornal Estado de São Paulo, a agência de fact-checking Lupa, o portal digital Nexo Jornal; e a Elo Company. E um Comitê Observador, formado por uma rede internacional de parceiros acadêmicos, de sociedade civil e governamental, manterá interlocução permanente com os pesquisadores da FGV DAPP na Sala para a troca de experiências durante o período eleitoral.

Em acordo com a missão institucional da FGV, os estudos, análises e publicações produzidos pela FGV DAPP na Sala de Democracia Digital – #observa2018 não possuem qualquer vinculação política ou partidária.


Veja mais sobre: , , ,