FGV DAPP debate desafios da análise de redes sociais para eleições em iniciativa da União Europeia

Diretoria apresentou balanço da Sala de Democracia Digital #observa2018 em evento em Bruxelas que reuniu pesquisadores e observadores eleitorais

há 2 meses

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP) integrou um encontro em Bruxelas, entre 21 e 22 de fevereiro, promovido pelo projeto Supporting Democracy para debater e contribuir para o desenvolvimento de uma metodologia para monitoramento de redes sociais em eleições por grupos cívicos. O programa é financiado pela União Europeia e implementado por um consórcio composto por três instituições: Democracy Reporting International (DRI), Sofreco e National Democratic Institute (NDI).

O evento reuniu pesquisadores e observadores eleitorais da Europa e Américas para um balanço das experiências no campo digital. O coordenador de pesquisa Amaro Grassi apresentou o trabalho desenvolvido pela FGV DAPP na Sala de Democracia Digital durante as eleições 2018. Ao longo de 100 dias, o projeto analisou mais de 130 milhões de tuítes e de 163 milhões de interações nas páginas dos 13 candidatos à Presidência, além de dados públicos do Instagram e do YouTube.

A partir do encontro, o consórcio Supporting Democracy pretende sistematizar uma metodologia de monitoramento do ambiente digital que será disponibilizada publicamente e utilizada em projetos para observadores eleitorais locais.