Ferramentas DAPP

Financial Times explica ‘lógica invertida de investidores’ com análise de redes da FGV/DAPP

O jornal britânico de negócios Financial Times recorreu às análises de redes sociais da FGV-DAPP durante a semana dos protestos de 13 de março para explicar o conturbado cenário político brasileiro. O Diretor da FGV-DAPP Marco Aurélio Ruediger comentou, no artigo assinado por Jonathan Wheatley, que se trata de uma mudança profunda e de uma […]

há 1 ano

O jornal britânico de negócios Financial Times recorreu às análises de redes sociais da FGV-DAPP durante a semana dos protestos de 13 de março para explicar o conturbado cenário político brasileiro. O Diretor da FGV-DAPP Marco Aurélio Ruediger comentou, no artigo assinado por Jonathan Wheatley, que se trata de uma mudança profunda e de uma rejeição de todos os políticos, “como uma abertura da caixa de Pandora”. As alterações nas redes sociais evidenciam a emergência de novos atores sem um alinhamento político definido.

Março12

Grafo do dia 12 de março: atividade pró e anti-governo entre dois grupos polarizados. Linhas vermelhas correspondem a tweets e retweets em favor do governo, enquanto as linhas azuis são os da oposição.

Grafo mostra menos interações nos polos pró-governo (vermelho) e de oposição (azul) e o aumento proporcional de "independentes" (amaralo) (Crédito: FGV/DAPP)

Grafo mostra menos interações nos polos pró-governo (vermelho) e de oposição (azul) e o aumento proporcional de “independentes” (amarelo)


Veja mais sobre: , ,