Ferramentas DAPP

A ‘Lista de Fachin’: estudo analisa interações nas redes após revelação de indiciados no STF

Nas 24 primeiras horas, foram 300 mil tuítes e 780 mil interações no Facebook

há 4 semanas

Em nova edição do DAPP Report, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV focou  repercussão da “Lista de Fachin” nas redes sociais. A divulgação da lista de alvos de abertura de inquéritos autorizadas pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, foi percebida por atores políticos e veículos de mídia como uma “bomba atômica” no sistema político brasileiro.

Nas 24 primeiras horas, a polarização tradicional entre governo e oposição deu lugar à crítica geral ao sistema político. Foram 300 mil tuítes e 780 mil interações no Facebook sobre o tema. Entre os atores mais mencionados, com sentimento quase exclusivamente negativo, destacam-se alguns dos maiores líderes — o ex-presidente Lula, o senador Aécio Neves e o presidente Michel Temer.

A análise também mostrou um crescente debate nas redes sobre a confiança nas instituições brasileiras. Ao Judiciário, expectativas crescentes estão sendo direcionadas. Uma falha da Justiça pode levar a um descrédito sistêmico nas instituições com efeitos imprevisíveis.

>>> Confira o relatório na íntegra:

facebook-com-logo


Veja mais sobre: , ,