Ferramentas DAPP

Mapa eleitoral: A distribuição de votos nos bairros do Rio no 1º turno

Veja o desempenho dos principais candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro

há 6 meses

Diversos são os fatores que influenciam a decisão do voto do eleitor. A avaliação retrospectiva das condições de vida, a classe social, as preferências políticas e as relações sociais com a família, colegas de trabalho e vizinhos são alguns deles. O território também deve ser observado como um fator relevante no processo de decisão do voto, pois é nele que eleitores socializam, e políticos despendem boa parte do seu tempo de campanha em busca de votos. Neste sentido, a situação socioeconômica e a prestação de serviços por parte do poder público em diferentes unidades territoriais podem influenciar a decisão do eleitor.

A DAPP/FGV disponibiliza na ferramenta Conjuntura Carioca mapas com a distribuição dos votos por bairro dos principais candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro no primeiro turno das eleições de 2016. Para a elaboração dos mapas foram coletados no repositório de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os votos dos candidatos por urnas, que foram agregados nos locais de votação e, posteriormente, somados nos bairros. As porcentagens se referem aos votos recebidos com relação ao total de votos válidos dos bairros. Nesta visualização, é possível verificar o desempenho eleitoral dos candidatos de forma mais desagregada do que nas visualizações que utilizam a zona eleitoral como unidade territorial.

Os mapas dos candidatos que disputarão o segundo turno, Marcelo Crivella e Marcelo Freixo, apresentam bases eleitorais opostas. Crivella apresentou maior proporção de votos na Zona Oeste e na área de planejamento 3 na Zona Norte, enquanto Freixo recebeu mais votos na Zona Sul, na parte da região central da cidade e na área de planejamento 2 na Zona Norte. Os bairros em que Crivella foi mais bem votado foram Maré (59%), Acari (52%) e Jacaré (51%). Freixo recebeu mais votos em Laranjeiras (40%), Humaitá (39,5%) e Cosme Velho (36,7%).

O terceiro colocado na disputa, Pedro Paulo, também apresenta uma territorialização de votos concentrada nas zonas Oeste e Norte. Os bairros em que foi mais bem votado foram Pedra de Guaratiba (26%), Sepetiba (25%) e Honório Gurgel (24,5%). O quarto colocado, Flávio Bolsonaro, recebeu maior proporção de votos na Zona Oeste, mais precisamente na região administrativa de Realengo, nos bairros de Campo dos Afonsos (37%), Jardim Sulacap (27%) e Vila Militar (24%).

Veja estes e os demais mapas na ferramenta Conjuntura Carioca


Veja mais sobre: , ,