Ferramentas DAPP

Obama in Cuba: polarização e participação ativa no Twitter

DAPP identificou entre segunda (21 de março) e a manhã de terça (22) mais de 1,6 milhão de menções no Twitter sobre o tema. Apenas em Cuba, onde o acesso à internet é restrito, houve mais de 210 mil tuítes

há 1 ano

A histórica visita do presidente americano Barack Obama a Cuba, esta semana, impulsionou a presença dos cubanos nas redes sociais – e o debate sobre antigas questões políticas envolvendo a ilha e a difícil relação com os Estados Unidos, que apresenta contornos de conciliação, finalmente, após mais de cinco décadas. A Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV/DAPP) identificou das 08h de segunda-feira, 21 de março, às 11h de terça (22) mais de 1,6 milhão de menções no Twitter sobre o assunto no mundo inteiro, sendo 800 mil entre as 10h e as 18h de segunda (horários de Brasília), quando Obama iniciou um passeio por Havana e fez uma coletiva de imprensa com o presidente cubano, Raúl Castro.

nuvem de palavras obama em cuba

Os dois chefes de estado adotaram discurso amigável e colaborativo, a despeito das diferenças políticas entre os países e da espera pela resolução de assuntos polêmicos, como a prisão de Guantánamo, o embargo comercial e o debate acerca da violação de direitos humanos. Essas pautas ocuparam o centro da discussão no Twitter, com cerca de 8,5 mil referências à palavra “revolución”, 6,3 mil a “bloqueo” e 5,8 mil a “prensa”.

Em Cuba, referências ao embargo comercial

Só em Cuba, onde o acesso à internet ainda é restrito, houve mais 210 mil tuítes (77 mil apenas em Havana), e duas hashtags se destacaram: #todosmarchamos e #cubavsbloqueo, ambas de apoio ao governo do país, que exigiu o fim das restrições comerciais com os Estados Unidos. A visita de Obama repercutiu bastante em países da América do Sul cujos governos são aliados de Cuba, como a Venezuela. Apenas em Caracas a FGV/DAPP identificou 19 mil postagens.

mapa citações Twitter obama em cuba

No Brasil, foram 48 mil menções – com ênfase, novamente, à pauta de direitos humanos e ao embargo, com interlocutores de defesa do governo Castro e de rejeição ao regime político na ilha. Há um reflexo da polarização política que ocupa o atual debate brasileiro nas redes sociais, com o contraste de pautas associado à defesa ou rejeição ao governo da presidente Dilma Rousseff. Também houve destaque ao programa “Mais médicos”, com 2.800 postagens – sobretudo elogiosas, em virtude do discurso positivo de Obama a respeito da atuação de médicos cubanos em diversos países.

Nos Estados Unidos, houve a identificação de 637 mil menções no Twitter, com destaque principal à situação de presos políticos na ilha – contestada por Raúl Castro. Foram 78 mil tuítes em Nova York, 66 mil na capital Washington e 35 mil em Miami, cidade na Flórida que concentra a maior população de descendentes de cubanos dos EUA. Mais de 60 mil postagens no país foram em espanhol.

Discurso de Obama

Nesta terça-feira, 22 de março, o terceiro dia da visita de Obama ao país caribenho, Obama fez um discurso histórico no Gran Teatro, em Havana, em que prometeu atuar junto ao Congresso americano para derrubar o embargo econômico. Veja abaixo a nuvem de palavras do discurso do presidente.

nuvem de palavras discurso obama em cuba


Veja mais sobre: , ,