Observa Segurança

Dados sobre denúncias, crimes e prisões no estado do Rio de Janeiro

Ferramenta #observasegurança da DAPP

 

O #observasegurança é uma ferramenta que tem como objetivo dar visibilidade aos dados do projeto de pesquisa da FGV DAPP Denúncia, Crime e Castigo, financiado pela Rede de Pesquisa e Conhecimento Aplicado da FGV (RPCAP). Os dados apresentados foram fornecidos pelas instituições parceiras do projeto, Disque Denúncia, Instituto de Segurança Pública (ISP) e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), oferecendo um panorama sobre denúncias anônimas de situações que envolvam violência e/ou criminalidade, crimes registrados em Delegacias de Polícia e informações sobre prisões no Estado do Rio de Janeiro.

 

Neste sentido, a plataforma está dividida em três interfaces: crimes, denúncias e prisões. Cada uma destas subdivisões deve ser vista de forma distinta, com base nas especificidades da fonte de dados de referência. Os dados disponibilizados são referentes aos anos de 2013 a 2017 para o Disque Denúncia e o Instituto de Segurança Pública e, para o período de janeiro de 2013 a junho de 2015 para a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária.

 

A plataforma irá tornar acessível para as três subdivisões, de forma independente, informações para cada uma das três bases disponibilizadas com visualizações dos dados em gráficos, figuras, textos e em formato de mapas com as localizações georreferenciadas.

 

Para todas as interfaces será possível visualizar as informações para o Estado e para a Capital. No caso do Estado, os dados podem ser desagregados por município, e para Capital, por bairro. Para estas informações desagregadas por município e bairro, foram realizadas amostragens estratificadas com alocação proporcional, sendo aplicadas técnicas automatizadas e manuais para correção dos endereços, a fim de se oferecer dados georreferenciados com maior acuracidade. No caso especificamente dos dados por município do ISP, foram usados os números absolutos, uma vez que estes dados não necessitavam de correção de endereços. Para o cálculo das taxas, foram usadas as bases de população residente do IBGE, com suas respectivas projeções.
Sobre as fontes de dados.

 



Denúncias
As denúncias apresentadas, originárias do banco de dados do Disque Denúncia, referem-se aos relatos da população que vivenciam ou presenciam eventos de violência e/ou criminalidade, recebidos de forma anônima pelo canal Disque Denúncia no estado do Rio de Janeiro. Estas denúncias podem ser recebidas por meio de ligações ou por mensagens de texto enviadas para o aplicativo da instituição.

 

Crimes
Os crimes apresentados correspondem às estatísticas criminais oficiais do estado do Rio de Janeiro, divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública. Estas estatísticas são construídas a partir dos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado. Segundo a metodologia adotada pelo ISP, os dados mensais divulgados são relativos aos registros que foram comunicados à Polícia Civil no referido mês, podendo o fato ter ocorrido anteriormente àquele mês. A distribuição geográfica das ocorrências criminais ocorre com base na circunscrição da delegacia onde o fato ocorreu, independentemente da delegacia onde o fato foi registrado.

 

Prisões
O item é composto pela base de dados da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), apresentando informações com dados a respeito do perfil dos presos no sistema prisional fluminense. Nesta visualização estão dispostas informações sobre o perfil do preso, quantitativo dos crimes cometidos que levaram à condenação e informações sobre o bairro de residência do apenado e o bairro da delegacia onde o mesmo cometeu crime.

 

Nas análises georreferenciadas da ferramenta buscou-se agregar os delitos que levaram à condenação dos indivíduos por municípios do estado do Rio de Janeiro e no caso da capital do estado, para bairros da cidade. A nomenclatura utilizada pela SEAP para os tipos de crimes que levam a condenação é baseada no Código Penal Brasileiro.

 



 Entre em contato e saiba mais!