Ferramentas DAPP

Solidariedade e xenofobia pautam reação aos ataques terroristas de Bruxelas

As redes sociais se transformaram em local de homenagem às vítimas e de consternação coletiva após os ataques terroristas de hoje em Bruxelas (Bélgica). Entre 04h50 e 12h50 (horário de Brasília), foram registradas 5,57 milhões de publicações no Twitter em francês, inglês e português. As principais hashtags, inclusive, são semelhantes às usadas após o atentado […]

há 12 meses

 

As redes sociais se transformaram em local de homenagem às vítimas e de consternação coletiva após os ataques terroristas de hoje em Bruxelas (Bélgica). Entre 04h50 e 12h50 (horário de Brasília), foram registradas 5,57 milhões de publicações no Twitter em francês, inglês e português. As principais hashtags, inclusive, são semelhantes às usadas após o atentado em Paris, em 13 de novembro do ano passado. Naquele dia, #PrayForParis e #JeSuisParis se destacaram nas redes; e, por sua vez, #PrayForBelgium, #JeSuisBruxelles e #PrayForBruxelles estão entre as mais difundidas desta terça.

A xenofobia, porém, ocupou um espaço significativo – a hashtag #StopIslam foi a oitava mais comentada no mundo. Contribuiu para esse fato os comentários de Donald Trump, o favorito nas prévias republicanas à presidência dos Estados Unidos. Logo após os acontecimentos, Trump declarou que os EUA devem estar vigilantes, e relembra que a Bélgica era um lugar seguro.

As explosões no aeroporto de Bruxelas, capital da Bélgica, e em uma estação de metrô da cidade – próxima a prédios administrativos da União Europeia – causaram a morte de ao menos 30 pessoas, com centenas de feridos, e o Estado Islâmico reivindicou a autoria.

<blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">my heart goes out to all those in Brussels. praying for you. praying for the world. <a href="https://t.co/cUgD67ssw7">pic.twitter.com/cUgD67ssw7</a></p>&mdash; Kendall Jenner (@KendallJenner) <a

Veja mais sobre: , ,