Ferramentas DAPP

Inovação em gestão pública

A implementação de políticas públicas no Brasil hoje perpassa uma série de desafios, desde a emergência da cidadania digital até integração de diferentes setores do governo em uma estratégia única de desenvolvimento. A FGV/DAPP tem a missão de promover a cultura da inovação nas políticas públicas e qualificar o debate público por meio da transparência de dados e […]

há 11 meses

Lançamento-Site

A implementação de políticas públicas no Brasil hoje perpassa uma série de desafios, desde a emergência da cidadania digital até integração de diferentes setores do governo em uma estratégia única de desenvolvimento. A FGV/DAPP tem a missão de promover a cultura da inovação nas políticas públicas e qualificar o debate público por meio da transparência de dados e da participação social. Conheça nossas soluções para o aumento da eficiência e qualidade da gestão pública:

Redes

Assim como diversos setores sociais, a democracia e a gestão pública são transformadas pelas novas tecnologias digitais. A sociedade em rede possibilita o aparecimento de novos instrumentos de participação cidadã e o alargamento do espaço público, exigindo uma nova postura dos agentes públicos, mais inclusiva e dialógica. Para isso, é essencial que gestores e políticos acompanhem sistematicamente o debate nas redes e reconheçam as demandas consideradas prioritárias pelos cidadãos.

Reconhecendo as mudanças em curso no cenário, a FGV/DAPP desenvolveu ferramentas de monitoramento, análise e visualização de dados sobre o debate público nas redes sociais, a fim de reconhecer os principais temas relacionados a políticas públicas em pauta na web.

Essas ferramentas estão sendo utilizadas no projeto de  Pesquisa Social Integrada Aplicada ao Ciclo de Políticas Públicas para a Secretaria de Portos da Presidência da República, realizado em conjunto com a FGV Projetos. Veja mais sobre monitoramento de redes.

Monitor de Temas

O Monitor de Temas é uma ferramenta de acompanhamento, em tempo real, de menções relacionadas a políticas públicas na internet e que opera com uma combinação de metodologias linguísticas, computacionais e das ciências sociais aplicadas. A ferramenta funciona como um termômetro do debate público na web sobre questões ligadas às áreas de transporte, saúde, educação, segurança e protestos, além de recuperar o histórico recente de menções a esses temas. Expressões e vocábulos da língua portuguesa referentes aos objetos de pesquisa são relacionados e classificados de forma a restringir as menções à área do tema de interesse.

Pulso do País

O Pulso do Brasil monitora, em tempo real, o que e onde as pessoas estão falando sobre os principais temas de políticas públicas em discussão. O monitoramento de rede da FGV/DAPP visa melhorar a compreensão em relação às políticas de Estado nas áreas de educação, saúde, economia, educação, segurança e transportes, bem como a mobilização social em torno a esses temas.

Transparência Orçamentária

A garantia de acesso a informações é fundamental à democracia, uma vez que o cidadão bem informado tem melhores condições de conhecer seus direitos e qualificar-se para o debate público. Apesar dos avanços da Lei de Acesso à Informação (12.527/2011) à transparência nas esferas de governo, ainda persistem dificuldades na obtenção de dados oficiais de forma clara e de fácil compreensão.

A FGV/DAPP dispõe de ferramentas que podem auxiliar o monitoramento e a visualização de dados orçamentários e que permitem o acompanhamento do destino de recursos públicos. O objetivo é apresentar de forma didática a distribuição dos orçamentos e qualificar a sociedade para discutir onde é aplicado o dinheiro público.

Mosaico Orçamentário

O princípio do Mosaico Orçamentário é apresentar de forma clara a distribuição de gastos do governo, através de dois recortes: função e órgão. A proporção dos gastos é representada pela área dos retângulos e a medida de execução do orçamento é mostrado por meio de cores.

Geologia Orçamentária

A ferramenta permite observar a evolução do volume de gastos no Brasil desde 2001 e sua distribuição por natureza — investimentos, pessoal, juros e encargos da dívida, amortização da dívida, inversões financeiras e outras despesas correntes. O recurso permite ainda observar e comparar o volume de gastos por órgãos da administração federal e por funções.

Pesquisa Social

A pesquisa social é uma das principais ferramentas para formulação e aperfeiçoamento de políticas públicas pautadas por percepções, demandas e expectativas sociais.  Ao estreitar o diálogo com o setor acadêmico, o gestor se capacita para identificar problemas e propor soluções eficazes a partir de metodologias de avaliação consolidadas.

A FGV/DAPP é um centro de pesquisa social aplicada com a missão de promover inovação em políticas públicas. Nosso projeto “Análise e Avaliação do Desenvolvimento Institucional da Política de Imigração no Brasil para o Século XXI”, em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), permitiu observar gargalos na atual política migratória e propor alternativas e recomendações para o aprimoramento da estrutura do Estado para atração de imigrantes qualificados, algumas já em via de implantação.

As pesquisas desenvolvidas pela FGV/DAPP podem contribuir para o aprimoramento de políticas em diversas áreas, de saúde pública a transparência política, de educação a segurança pública.

Gestão Pública

As novas tecnologias de informação e comunicação tem potencial para afetar as políticas públicas em diferentes momentos e sob diferentes posições teóricas. Elas podem afetar desde a discussão em torno de qual problema da realidade deve ser abordado pela ação do Estado, até alterar o ciclo clássico de políticas públicas ao permitir verificar percepções sobre externalidades negativas e positivas da ação Estatal de forma mais imediata.

Nesse contexto, a FGV/DAPP tem desenvolvido metodologias e ferramentas capazes de aumentar a efetividade da gestão pública, contribuindo para a melhoria da gestão, sem choques ou traumas. O projeto de Desenvolvimento e Implantação de Metodologia de Aferição de Projetos Estratégicos e Serviços, realizado em conjunto com a FGV Projetos, para a Secretaria de Portos da Presidência da República, permitiu aumentar a informação disponível para os gestores e reduzir prazos. Por exemplo, o prazo de análise de novos terminais portuários para uso privado passou de quase mil dias para cerca de 300. E pode chegar a cerca de 60! O iPortos permite acompanhar em detalhes os projetos e serviços em andamento, dentro de uma metodologia que evita que problemas fiquem invisíveis e permite que os gestores tomem decisões bem informadas em tempo hábil. Leia mais informações na matéria do Valor Econômico.


Veja mais sobre: ,