Aplicação de conjunto de métodos de pesquisa social, conforme a necessidade do gestor, para apoiar o ciclo de políticas públicas.
Entrevistas em profundidade, grupos de foco, pesquisas de opinião, websurveys e análises de redes sociais.
Melhor percepção sobre a visão da população acerca das políticas públicas a fim de aprimorar o processo de policy feedback.

ferramentas digitais

Conheça nosso portfólio

Imigrantes do Século XXI

Imigrantes do século 21 objetiva fazer um registro das trajetórias das pessoas que, por diversas razões, escolheram o Brasil como destino provisório ou permanente. Trata-se de uma narrativa visual orientada por suas percepções e expectativas em relação ao país e pela contribuição que podem trazer ao desenvolvimento socioeconômico nacional. Foram entrevistados imigrantes na cidade de São Paulo em dezembro de 2015.

Ver Ferramenta
I
Robôs, Redes Sociais e Política

Estudo aponta que perfis automatizados promoveram interferências ilegítimas no debate público no Twitter em casos emblemáticos como eleições de 2014, impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, eleições municipais de São Paulo, greve geral de abril de 2017 e votação da reforma trabalhista. Houve interferência em até 20% das interações no Twitter em alguns dos casos analisados.

 

Ver Estudo
M
Denúncia, Crime e Castigo

Pesquisa revela uma geografia da criminalidade urbana do Rio de Janeiro, imprimindo visualmente a realidade espacial do ciclo da violência no município. Compreende-se como ciclo da violência os diferentes momentos analisados entre denúncia e crime, prisão e condicional, sendo possível então apontar para políticas públicas nítidas e estratégicas para diferentes momentos, de forma complementar à esfera estadual.

 

Ver Publicação
A
Imigração e Desenvolvimento

À luz da nova Lei de Migração, estudos analisam a migração como vetor de desenvolvimento do país e identificam gargalos burocráticos no setor. As pesquisas explicam mudanças na legislação, monitoram o debate nas redes sociais sobre o tema e reúnem dados que auxiliam na tomada de decisão.

Ver Publicações
I
Febre Amarela no Brasil

Análise a partir de dados sobre os casos registrados de febre amarela no Brasil, as vacinas aplicadas e o orçamento disponibilizado para vigilância epidemiológica nos estados. Estudo pontua que há um descompasso entre gasto público e necessidades de áreas sob vigilância, já que doses de vacina concentraram-se em grandes cidades e o orçamento voltado para a epidemia diminuiu.

Ver Estudo
F
Educação em Alvo

Estudo, em parceria com o aplicativo Fogo Cruzado, reúne registros de tiroteios/disparos de arma de fogo no município, entre julho de 2016 e julho de 2017, indicadores oficiais de violência e dados georreferenciados de instituições de ensino públicas no Rio de Janeiro. O objetivo foi mapear áreas com maior incidência de violência e propor ações prioritárias para mitigar os efeitos da violência no aprendizado dos estudantes.

Ver Estudo
E
Rio em Perspectiva

Pesquisa analisa a estratégia de desenvolvimento adotada nos últimos anos pelo Rio de Janeiro, tomado como exemplo de uma cidade que não aproveitou a janela de oportunidade para o desenvolvimento sustentável trazida pelos grandes eventos sediados pela cidade. Os diagnósticos se circunscrevem à situação encontrada nos primeiros meses de 2017.

Ver Estudo
R
A aplicação integrada de ferramentas analíticas das Ciências Sociais, assim como o monitoramento e a avaliação das redes sociais, promove melhor e maior acompanhamento, modelagem e mapeamento da percepção da sociedade acerca das políticas públicas.
A triangulação de métodos dá suporte a decisões mais ajustadas à percepção dos possíveis usuários ou daqueles atingidos por políticas públicas, economizando recursos, além de diminuir o tempo de policy feedback.

Nosso portfólio

Outras Soluções