Ferramentas DAPP

Transtornos nas vias cariocas causados por confrontos mobilizam 4 mil menções no Twitter, segundo pesquisa da FGV/DAPP

Levantamento da FGV DAPP aponta que episódios na Linha Amarela predominaram no debate; as duas palavras mais recorrentes são “linha” e “amarela”

há 9 meses por Dalby Dienstbach, Ana Luísa Azevedo, Danielle Sanches

Uma análise do debate sobre as interdições nas grandes vias da cidade do Rio de Janeiro, causados pelos confrontos da última semana entre policiais e criminosos, identificou 4,1 mil postagens feitas entre as 12h do dia 24/01 e as 11h de hoje (01/02). A frequência de tuítes no momento de maior mobilização, das 11h às 13h de quarta-feira (31/01), chegou a uma média de 31 por minuto.

Leia também: Tiroteio na Tijuca mobiliza 1,2 mil menções no Twitter em 2 dias, revela levantamento da FGV/DAPP

A análise identificou, ao todo, quatro picos de menções nesse período. O primeiro deles, que aconteceu entre as 14h e as 16h do dia 24 ‒ com 57 tuítes por hora ‒, coincidiu com a interdição da Linha Amarela após tiroteio na altura da Cidade de Deus, favela na Zona Oeste do Rio, por volta das 15h. A Linha Amarela é uma via expressa que liga a Baixada de Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, à Ilha do Fundão, na Zona Norte.

Leia também: Tiroteios na cidade do Rio mobilizam 4,4 mil postagens no Twitter, aponta levantamento da FGV/DAPP

O segundo pico de menções do debate aconteceu entre as 17h e as 19h de quinta-feira (25/01). Nesse momento, em que o debate alcançou 39 tuítes por hora, aconteciam dois conflitos na cidade. Ao mesmo tempo em que um tiroteio na Rocinha causou, pela manhã, o fechamento da Lagoa-Barra, autoestrada que liga o bairro da Gávea, na Zona Sul, e a Barra da Tijuca, na Zona Oeste, um ônibus era incendiado na Avenida Niemeyer, umas das maiores vias da Zona Sul, interrompendo o trânsito na altura do Vidigal, comunidade vizinha à Rocinha.

Das 22h de quinta (5/01) às 10h desta quarta (31/01), o volume de menções no debate foi pouco expressivo, não ultrapassando 7 tuítes por hora. Nesse período, apesar dos eventuais confrontos, não houve interdição de nenhuma via na cidade.

Leia também: Acidente em Copacabana gera quase 500 tuítes por hora e motiva debate sobre imprudência no trânsito

O terceiro e maior pico de menções aconteceu das 11h às 13h desta quarta (31/01). Durante esse período, o debate chegou a alcançar 113 tuítes por hora e coincidiu com um tiroteio que interditou, mais uma vez, o trânsito na Linha Amarela. O quarto e último pico de menções, com 101 tuítes por hora, aconteceu nesta quinta-feira (01/02), entre as 8h e as 10h, momento em que um tiroteio na Cidade de Deus provocou, mais uma vez, o bloqueio da Linha Amarela.

Os transtornos ocorridos na Linha Amarela são o assunto que mais predominou no debate, durante o período analisado. É o que sugerem as duas palavras mais recorrentes no debate, “linha” e “amarela”, que aparecem em 87% (cerca de 3,3 mil menções) e 79% (pouco mais de 3 mil menções), respectivamente. Nas três posições seguintes de palavras mais frequentes, aparecem “cidade” (em 32% do debate), “tiroteio” (31%) e “interditada” (24%).

A lista de hashtags mais usadas no debate também reflete uma concentração maior nos confrontos que aconteceram na Linha Amarela. Elas são a #alert, que aparece em 5% das postagens (190 menções) e, em 2% do debate, #linhaamarela; #tirosrj; #pmerj; #trcdd, referente ao tiroteio (tr) na Cidade de Deus (cdd); #rioemguerra; #cidadededeus; #upp; #cdd; e #fogocruzadorj.

Os emojis mais usados, por sua vez, manifestam o caráter urgente das postagens e a tentativa de informar e alertar os usuários do Twitter a respeito dos transtornos nas vias causados pelos confrontos . O emoji de alta voltagem (⚡) foi o mais popular, aparecendo em 1,4% das postagens. Ele é seguido dos emojis de aviso (⚠️), de tacha (?) e de jornal (?️), que aparecem em quase 1% do debate cada. Além desses, outros emojis relacionados ao assunto usados nesse período são os de fogo (?), de ônibus (?) e de grito (?), com uma frequência de 0,5% cada.

A postagem mais compartilhada no período analisado, com mais 270 retuítes, informa sobre a interdição da Linha Amarela no dia 24/01, por conta de um tiroteio, que coincidiu com o bloqueio da Avenida Brasil, via expressa que corta 26 bairros da cidade , em função do desabamento de uma passarela na altura do bairro Cidade Alta, na Zona Norte. A postagem termina com uma crítica à cidade do Rio. Outras postagens mais compartilhadas fazem alertas sobre a localização das interdições e chegam a mencionar a causa das interdições nas vias.


Veja mais sobre: , , ,