Ferramentas DAPP

Um em cada quatro municípios do Rio não registrou nenhuma notificação de estupro entre 2013 e 2016

Um em cada quatro municípios do Rio não registrou nenhuma notificação de estupro entre 2013 e 2016

há 8 meses

Pelo menos 24 dos 92 municípios fluminenses não tiveram notificação de estupro contra mulheres entre janeiro de 2013 e junho de 2016, de acordo com um levantamento da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/DAPP). A pesquisa, que analisou o local e o ano dos crimes a partir de dados da Secretaria Estadual de Saúde, identificou que alguns municípios concentrados no Norte e no Centro do estado, como Varre-sai, Sapucaia e Trajano de Moraes, não tiveram notificações de vítimas deste crime em equipamentos da saúde. A nulidade pode ser fruto da ausência de serviços especializados de saúde no atendimento de vítimas de estupro nos municípios pequenos ou pelo encaminhamento das vítimas a unidades de outras cidades.

O estudo da FGV/DAPP tem o objetivo de traçar o panorama do acesso a atendimento de saúde a vítimas de estupro no estado do Rio. Entre os municípios sem notificação, a maioria não tem populações acima de 10 mil habitantes. Em todo o Estado foram ao todo 4,2 mil notificações de estupro nas unidades de saúde no período, uma média de 104,41 vítimas notificadas por mês.

A pesquisa também analisou o atendimento recebido pelas mulheres que procuram as unidades de saúde. Em relação à profilaxia referente à DST/HIV/Hepatite B, 28,6% das vítimas receberam medicação completa, enquanto 26,4% dos casos não registram o procedimento médico. Além disso, em 41,2% dos casos, não houve contracepção de emergência.

Veja abaixo mais destalhes do estudo:

Mapa de Unidades que Notificaram Estupro com Profilaxia Ministrada


Veja mais sobre: , , ,