• Forschung

    Die FGV-ECMI übernimmt den Anspruch des FGV-DAPP, angewandte Forschung zu betreiben, und erweitert die wissenschaftliche Praxis durch die Entwicklung einer Reihe von akademischen Projekten im Bereich der digitalen Kommunikation. Lernen Sie unsere Forschungsgruppen, unsere Leitlinien und unsere verschiedenen Forschungszentren kennen.

O grupo, as linhas e os núcleos de pesquisa da FGV ECMI têm foco na investigação de fenômenos, temáticas e objetos da Comunicação em interface com as Ciências Sociais e a Ciência de Dados. Nossos pesquisadores e pesquisadoras estão debruçados em estudos com abordagens acadêmica e tecnológica.

 

Democracia, Estado e Política em meios digitais:

Agrega estudos que examinam as múltiplas interseções entre Democracia, Comunicação e Política em meios digitais. Fundamentada na articulação teórico-metodológica de diversas áreas, tais como Comunicação, Linguística, Ciência Política e Ciência de Dados, esta linha é composta por pesquisadores interessados em temas como democracia digital, governo e governança digitais, comunicação política online, ação política e ativismo em meios digitais, campanhas online, deliberação e esfera pública online, participação e transparência digitais, desinformação e a circulação de informações políticas em ambientes digitais, e regulação e economia política da comunicação digital.

Tecnologia, Cultura e Sociedade:

Concentra estudos que focam no impacto dos meios, processos e práticas de comunicação digital em aspectos culturais, políticos e econômicos da sociedade. A partir de uma abordagem multidisciplinar, as pesquisas que compõem essa linha buscam investigar de que forma as diferentes dimensões da sociabilidade contemporânea são atravessadas por interações, processos e estruturas de comunicação digital. Foca, também, em compreender como a digitalização e a dataficação da vida se manifesta no modo como cidadãos, organizações públicas e setor privado se relacionam.

 

Acesse as produções da FGV ECMI aqui

 

Núcleos de Pesquisa

O Núcleo de Pesquisa em Comunicação, Comportamento Político, Discurso e Desinformação On-line (COPO-D) investiga as implicações dos usos das tecnologias, das plataformas digitais e dos media nas atitudes políticas, na qualidade da esfera pública e na formação (e distorção) da opinião pública. Os estudos do COPO-D estão interessados nas relações entre fenômenos comunicacionais, discursivos e sociopolíticos estabelecidos em meios interativos. A partir de uma perspectiva interdisciplinar, que une áreas como Ciências Sociais, Comunicação e Linguística com Ciência de Dados, a agenda de pesquisa do Núcleo abrange tópicos como discussão pública, campanhas eleitorais, fake news, manipulação política, populismo, ativismo digital e processos eleitorais, com uso de métodos mistos e perspectiva multiplataforma.

O Pol&Inova analisa a atuação dos setores público e privado na definição, no planejamento e na execução de políticas relacionadas aos impactos das diferentes tecnologias em processos de deliberação democrática e na produção e circulação de bens culturais e informacionais. São de interesse do núcleo estudos sobre governos e governança digitais, dados abertos, transparência, desigualdades no acesso e na produção de informação, comunicação e cultura, e os impactos e efeitos da inteligência artificial na Democracia. O núcleo também foca em abordagens econômicas e sociais sobre o setor de Comunicação Digital, a indústria criativa e as cidades inteligentes no Brasil e no mundo globalizado. No contexto da Economia Política da Comunicação, o Pol&Inova analisa as transformações trazidas pelo Capitalismo Informacional, em que o papel da comunicação e da informação ganha centralidade no desenvolvimento econômico no século XXI. Desdobramentos desta abordagem, como estudos sobre capitalismo de vigilância, colonialismo de dados, governança algorítmica e plataformização da internet e do trabalho estão contemplados.

Este núcleo reúne pesquisas que partem dos fenômenos comunicativos para investigar como os usos das tecnologias digitais afetam a construção dos imaginários sociais, as formas de sociabilidade e de interação dos sujeitos e a produção de conteúdo. Tem, ainda, como interesse o entendimento crítico sobre o modo de funcionamento, as materialidades e as linguagens das plataformas e tecnologias digitais. Assim, compõem temáticas de estudo: culturas da internet, interação e sociabilidade em plataformas digitais, entretenimento digital, comunicação humano-maquínica, percepções sociais baseadas em inteligência artificial, produção e circulação de conteúdo multimídia, humanidades digitais e métodos digitais, entre outros.

Os programas de Iniciação Científica da Escola de Comunicação, Midia e Informação da Fundação Getulio Vargas têm como objetivo, estimular a produção acadêmica dos alunos de graduação, incentivá-los a participar de projetos de pesquisa e contribuir para o desenvolvimento de metodologia científica. Visa proporcionar a aprendizagem, a criatividade e habilidades técnicas do trabalho científico.  

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC)

Em 2023/2024, os estudantes de graduação da FGV ECMI poderão participar do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). O programa possui financiamento da Fundação Getulio Vargas.

Os alunos poderão, ainda, participar da Iniciação Científica Voluntária, que incentiva o intercâmbio acadêmico e a pesquisa científica.  

Die Äußerungen von Mitarbeiter*innen der Fundação Getulio Vargas, die in Artikeln und Interviews anderweitiger Kommunikationskanäle getätigt werden, entsprechen ausschließlich den Meinungen der Autor*innen und nicht notwendigerweise der institutionellen Haltung der FGV. FGV-Verordnung Nr. 19/2018.